Algo pra fazer a diferença

Por enquanto, não muito pra dizer.

De tempos em tempos, de modo nada regular, deixarei registrado aqui conteúdo que pode ter alguma utilidade para alguém. Seja na minha área profissional (TI) que me sustenta e impulsiona minha sede de conhecimento, seja na minha área “quase-profissional” que dá o alívio para o meu espírito artístico reprimido pela falta de tempo, afinal, quem me conhece sabe que organização do tempo não é dos meus melhores talentos: estou falando de música.

E por falar em música, vou assumir publicamente um compromisso íntimo de cumprir duas metas até meu próximo aniversário: fazer minha inscrição na OMB (Ordem dos Músicos do Brasil) e aprender a tocar/cantar direito, com o rigor técnico necessário para fluir o artistico. Não me questione a ordem em que isso vai acontecer [risos]. Esta última implica sessões de fonoaudiologia e aulas de canto, teoria musical acompanhadas de muitos exercícios.

É delicado manter mais um Blog na internet com tantos espalhados por aí com os mais diversos assuntos, conteúdo, profundidade e seriedade. Contudo tenho ainda a esperança de fazer a diferença nesta existência minha.

Agora, deixando de lado as divagações, despeço-me deixando um abraço e um trecho de música que pra mim é o mais condensado e relevante: “All you need is love” (The Beatles)

All you need is love (156 Countries Sing Together for the Starbucks Love Project)

Publicado por

Michael Lourant

Pai, profissional de TI, estudante universitário, curioso inveterado e músico nas poucas horas vagas.

2 comentários em “Algo pra fazer a diferença”

  1. Meu querido, muito interessante sua iniciativa. Apesar de existirem tantos e tantos blogs, creio que cada um tenha seu espaço. Fico feliz e acho que você tem boas coisas para falar…

    Sobre o Amor… Eu concordo com o Lennon e acho que foi um momento mágico de inspiração.

    Beijos!

  2. Fala Mika,

    Congratulações pelo web site, e pela caminhada em direção a seu sonho.

    Mas seja menos prolixo, uma vez que se há átomos tão concisos e densos que carregam uma galáxia inteira, o Criador não poderia estar equivocado a esse respeito!

    A propósito de poder de síntese …. (risos), fiz uma versão em língua portuguêsa, para a música daquela banda da década de 90, batizada como “Enter Sandman”. Ficaria feliz em vê-lo executândo-a em seus concertos.

    Saudações Tricolores! ! !
    Jaime Júnior.
    (29/12/2009)

Que tal um comentário seu?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.